Campanha de limpeza e educação ambiental

Ministério do Ambiente promove educação e higiene ambiental em Viana

A Campanha de limpeza e educação ambiental que teve início na pretérita sexta-feira, no município de Viana, se enquadra no âmbito do projecto ‘Sábados verdes’ promovido pelo Ministério do Ambiente em parceria com a administração local e a operadoras de limpeza

A nossa reportagem ouviu algumas vendedoras e acusam a administração do mercado em nada fazer para garantir a limpeza do mercado, mesmo pagando a taxa de 100 a 200 kwanzas por dia.

Margarida Evaristo comercializa verduras há mais de quatro anos no mercado, afirmou que o sector das hortícolas é o que mais lixo produz pelo facto de muitos destes produtos se deteriorarem no mercado, por locai apropriados para o seu acondicionamento.

Martins Eduardo é outro comerciante que comunga a ideia segundo a qual a administração do mercado devia ter meios e homens próprios para recolherem o lixo no mercado, já que os vendedores pagam taxa e não esperar pela limpeza coerciva da Elisal.

O Director do Gabinete de Documentação e imagem da Elisal, Manuel José disse que a campanha começou no mercado do Km30, onde foram removidos todos os focos de lixo produzidos pelos vendedores do mercado e moradores daquela circunscrição.

“Os trabalhos vão continuar no Km 30 até se acabar com as lixeiras existente em toda a área para posteriormente seguir-se ao bairro do Zango e outras áreas da circunscrição com grandes focos de lixo”, adiantou.

Manuel José disse ainda que a Elisal, está a apoiar as operadoras com dificuldades técnicas e que não conseguem por cobro as áreas a elas consignadas, abraçando o novo modelo designado ‘área limpa’, que consiste na retirada dos resíduos sólidos, realização de varredura dos passeios, limpeza de sarjetas, poda de árvores e transporte do lixo ao aterro sanitário.

Para o êxito da campanha foram mobilizados mais de 50 camiões basculantes e outros meios próprios para a limpeza que possam devolver a salubridade aos moradores.

De recordar que a campanha de limpeza e educação ambiental começou no dia 27 do mês Junho no município do Cazenga, onde foram retiradas mais de 20 toneladas de resíduos sólidos e prevê atingir todas as zonas críticas de Luanda.

A nossa reportagem tentou ouvir o administrador do mercado do 30 no sentido de esclarecer as acusações feitas pelos vendedores, este mostrou-se indisponível, prometendo pronunciar-se nas próximas ocasiões.

back to top of blog

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

back to top