Populares do Mulenvo de cima já têm água nas torneiras

A Empresa Publica de Águas de Luanda (EPAL) procedeu nesta terça-feira, no bairro dos Mulenvo de cima, município de Viana, entrega oficial de três mil e 800 ligações domiciliares, enquadrado no programa que prevê efectuar 700 mil junções na periferia da cidade capital.

Ana Capitia uma das beneficiadas disse ao reporte da Rede de Luta Contra Pobreza Urbana, que doravante vão deixar de percorrer longas distâncias em busca do precioso liquido, bem como vai reduzir as despesas que eram feitas diariamente na obtenção da água nos tanques e camiões cisternas.

“Gostaria que nos próximos dias todo o bairro tenha água canalizada, porque somos mais de três mil famílias e que a água jorre diariamente”, apelou.

A nossa interlocutora disse ainda que, a água jorra a madrugada e no período de tarde, o que de certa forma tem facilitado os beneficiários a encherem os recipientes e até mesmo os tanques.

O Presidente do Conselho da Administração em exercício da EPAL, Rui Augusto Tito, disse no acto que o projecto vai melhorar substancialmente a vida dos populares, porque passarão a receber água com regularidade e de qualidade nas suas residências.

O responsável disse ainda que, a acção, visa reduzir as carências do precioso líquido na zona, ao esclarecer que os pagamentos serão feitos ao preço estabelecido para o consumo de água domiciliar pela EPAL.

“As pessoas pagam uma taxa simbólica equivalente a 15 mil Kwanzas, valor inicial estabelecido, mas depois passam a pagar o normal entre os 1000 e 2000 Kwanzas, em função daquilo que cada um consumir”, explicou. Ao concluir que o pagamento do consumo vai ajudar a empresa a realizar outras ligações em zonas que ainda vivem as peripécias da falta de água.

back to top of blog

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

back to top